OLINDA | Fonte: Assessoria de Comunicação do Cremepe

Cremepe e Simepe participam de audiência sobre diminuição de pediatras na UPA

 

21751360_1532846100156106_1273818142062697157_nO Ministério Público de Pernambuco (MPPE) convocou as entidades médicas – Cremepe e Simepe – para audiência, na tarde desta terça-feira (19/09), sobre a diminuição do quadro de pediatras do plantão noturno da UPA Olinda. A unidade de Pronto Atendimento existe há 7 anos com dois pediatras no plantão diurno e a secretaria de Saúde sinalizou que em outubro pretende dimunir a escala para um médico pediatra no plantão. A audiência foi convocada por Ivana Botelho e Maísa Silva Melo, promotoras de justiça.

A secretaria de Saúde explicou que a redução do número de profissionais é resultado da diminuição da demanda de pacientes no serviço. Segundo a diretora de modernização da SES, 60% dos atendimentos da UPA Olinda são de clínica médica e 16% de pediatria, onde a média é de 8 atendimentos de crianças por plantão. Entretanto, o presidente do Simepe, Tadeu Calheiros, discordou das informações da secretaria e garantiu que a demanda de pacientes só aumenta. Ele ainda explicou que a diminuição é muito preocupante, pois, caso haja necessidade de transferência, as crianças que estiverem em observação na UPA ficarão sem o atendimento do especialista. E também questionou a secretaria sobre o repasse de recursos.

Já o presidente do Cremepe, André Dubeux,  destacou que a pediatria têm sido a especialidade mais penalizada com a diminuição de profissionais. “Nós estamos muito preocupados com o desmonte da pediatria sob o mesmo pretexto de redução de custos. Quando falamos em atendimento não falamos somente de atendimento inicial, mas de todas as reavaliações e quando se diminui os pediatras seguimos aquela regra básica: quem tem dois tem um, quem tem um não tem nenhum”, assim, está claro que a população vai ficar desassistida. E ainda pontuou que além de Olinda, outras unidades de saúde estão diminuindo o quadro de pediatras, como Cabo de Santo Agostinho, São Lourenço da Mata e UPA Abreu e Lima.

Por fim, ficou acordado que a secretaria de modernização da UPA irá encaminhar para a promotoria a cópia do contrato com a UPA e Termo aditivo; e o levantamento dos atendimentos realizados pelo serviço de janeiro de 2015 até agosto de 2017. O Simepe também encaminhará ao MPPE o levantamento dos médicos acerca dos atendimentos realizados naquela unidade nos últimos três meses.

 

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.