Reunião científica sobre a dor vai preceder o Congresso de Ortopedia de Goiânia

logoOs maiores especialistas brasileiros sobre dor, suas causas e tratamento, estarão reunidos em Goiânia num evento que vai preceder o 49º Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia – CBOT, marcado para novembro, no Centro de Convenções Goiânia.

“A Medicina procura vencer a dor para que os pacientes, cada vez mais longevos no Brasil, possam viver com boa qualidade de vida”, explica Sandro Reginaldo, um dos moderadores do Pré-Congresso da Dor. “Mas a função do médico não é apenas tratar a dor, que é uma consequência, mas buscar sua origem, pois ela funciona como um sinal de que algo não vai bem no organismo”, diz o especialista.

A boa notícia é que os recentes avanços, que serão apresentados e discutidos no evento, colocaram novos recursos e medicamentos à disposição dos médicos e tem aumentado muito o conhecimento sobre problemas como as dores neuropáticas e miofaciais, por exemplo. Sandro Reginaldo explica que a dor neuropática é um tipo de sensação dolorosa que ocorre em uma ou mais partes do corpo e é associada a doenças que afetam o Sistema Nervoso Central, ou seja, os nervos periféricos, a medula espinhal ou o cérebro. Já a dor miofascial se caracteriza por ‘gatilhos’, que podem ser locais onde um músculo se contrai demais, mas que, quando estimulado, provoca dor em outro ponto do corpo, isto é, a dor ‘corre’ para um outro local do organismo.
A ‘Comissão de Atuação em Dor’ da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia – SBOT avisa que as inscrições para o evento já estão abertas e que, entre os temas a serem apresentados estão ‘Como manejar a dor no trauma e no pós-operatório’, ‘Manejo da lombalgia crônica’. ‘Cervicobraquialgia, como diagnosticar e tratar o componente neuropático’, ‘Tratamentos intervencionistas; infiltrações e ondas de choque’ e ‘Como tratar as principais lesões que causam dor em atletas e quando voltar ao esporte’.

O Congresso que se seguirá ao evento sobre a dor deve reunir mais de 3.500 ortopedistas do Brasil inteiro e também dos países do Cone Sul do Continente, terá a presença de especialistas internacionais e vai abordar temas de crescente importância no País, como a epidemia de acidentes de trânsito, principalmente com motocicletas. “Esses acidentes, que tem se multiplicado no País, aparecem como simples números, quando a imprensa os anuncia, mostrando que estão num crescendo”, diz Sandro Reginaldo.

Na visão do ortopedista, entretanto, um acidente com múltiplas fraturas significa meses de trabalho, de diagnóstico, de cirurgia, de reabilitação, “e como o médico tem contato com a família do paciente, vivencia as dificuldades econômicas que um momento de distração ou a falta de um equipamento de segurança podem causar, ao fazer com que um arrimo de família fique impossibilitado de trabalhar e de sustentar a casa por meses e mesmo por um ano inteiro”. E esses assuntos, inclusive o custo econômico dos acidentes, serão discutidos no Congresso de Ortopedia e Traumatologia de Goiânia.

Serviço:
49º Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia
Local: Centro de Convenções Goiânia/GO
Datas: 16 a 18 de novembro de 2017
Informações: http://cbot2017.com.br/

Fonte: SBOT

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings