Dezembro Laranja: veja 5 mitos e verdades sobre o câncer de pele

Neste mês é celebrada a campanha Dezembro Laranja, que tem o objetivo de conscientizar a população sobre a alta incidência do câncer de pele.

Poucos sabem, mas esse tipo de câncer é o mais comum no Brasil, atingindo 175 mil pessoas a cada ano e correspondendo a 30% de todos os tumores malignos registrados no país, segundo dados do Inca (Instituto Nacional do Câncer).

Contudo, embora seja um problema de saúde sério, o câncer de pele pode ser prevenido com algumas medidas simples. A seguir, tire suas dúvidas sobre o tema.

Mito. Ao contrário do que muita gente pensa, estações mais frias como outono e inverno também oferecem riscos de câncer de pele. Durante essa época do ano, os raios ultravioletas podem ser tão fortes e prejudiciais quanto no verão.

Mito. As pintas que merecem atenção são aquelas com pigmentação irregular, bordas assimétricas, e mudam de característica com o tempo, como aumento de tamanho, espessura ou cor.

Verdade. Machucados que demoram para cicatrizar, têm sangramento constante, são salientes e com forma irregular devem ser observados com atenção, pois indicam o início de um câncer.

Mito. Qualquer um pode ter câncer de pele. No entanto, pessoas com pele clara têm menos proteção contra as radiações UV, devido à menor concentração de melanina. Mas a regra vale para todos: use filtro solar todos os dias.

Verdade. É raro, mas pode acontecer, principalmente quando deixa grandes cicatrizes. Por isso, é importante realizar o autoexame frequentemente para observar mudanças na pele da cicatriz.

Fonte: Robson Moura, presidente da SBC (Sociedade Brasileira de Cancerologia).

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/

Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/

Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy

Pelo menos 17 milhões de bebês vivem em zonas onde a poluição é seis vezes maior do que os limites considerados saudáveis, o que pode danificar os pulmões e colocar em risco seu desenvolvimento cerebral, advertiu o Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância).

Gosto ruim na boca, sangramentos e dor são sinais de que a saúde bucal não vai bem, mas esses problemas, quando não são tratados, podem desencadear doenças no coração e até causar a morte.

Quase metade dos pacientes em um experimento descrito por médicos britânicos como um divisor de águas conseguiram reverter o diabetes tipo 2.

Uma dúvida frequente de quem está fazendo um tratamento com antibióticos é se pode ou não tomar bebida alcoólica, já que costuma ser um senso comum que o álcool ‘corta’ o efeito dos antibióticos, colocando em risco o resultado do tratamento. Em geral, a união de álcool e antibiótico não necessariamente anula o tratamento, mas há sim alguns riscos.

Dá preguiça, o tempo é curto, está muito calor. São muitas as razões e as desculpas para fugir de uma escadaria tradicional e optar pelas opções mais cômodas, como o elevador e a escada rolante. Mas saiba que encarar degrau por degrau ajuda a emagrecer, melhora o condicionamento físico e, como consequência, proporciona mais saúde.

Todo mês é a mesma história: TPM, alterações de humor, vontade de atacar a geladeira e… cólica, muita cólica. Segundo um estudo realizado pela empresa MedInsight, denominado Dismenorreia e Absenteísmo no Brasil, cerca de 65% das brasileiras sofrem com o desconforto e 70% delas observam uma queda na produtividade durante a menstruação.

A constelação familiar costuma dar um nó na cabeça de quem não conhece o trabalho: é terapia? Tem algo a ver com as estrelas? é religião? . Não é nada disso. é um método terapêutico que tem crescido e pretende ajudar na compreensão de problemas que acontecem em diferentes áreas da vida –seja na família, relacionamentos amorosos ou até no trabalho. Há, também, quem vá para tratar insônia, controlar a raiva ou simplesmente identificar a origem de uma angústia aparentemente sem motivo. Mas é bom destacar que o método não é reconhecido pelo CFP (Conselho Federal de Psicologia), nem pelo CFM (Conselho Federal de Medicina), por falta de estudos científicos que comprovem sua eficácia.

Alguns estudos anteriores concluíram que pessoas acima do peso viveriam mais. No entanto, isso não é verdade. De acordo com um artigo publicado no International Journal of Epidemiology e realizado por pesquisadores da Universidade de Bristol (Inglaterra), os dados foram mal interpretados.

A ONU advertiu hoje sobre um aumento da resistência aos antimicrobianos, favorecido pela disseminação de medicamentos e alguns produtos químicos no meio ambiente, que constitui uma grande ameaça à saúde.

Respirar o ar de São Paulo por duas horas no trânsito é o mesmo que fumar um cigarro. Ao longo de 30 anos na capital, o pulmão dessa pessoa pode ficar igual ao de um fumante leve (que consome menos de dez cigarros por dia).

Já é sabido que o uso de drogas ilícitas é um fator de risco para mortalidade. Mas pesquisadores descobriram que medicamentos psiquiátricos, mais especificamente as benzodiazepinas, podem matar mais do que cocaína, heroína e anfetaminas.

Se a poluição traz problemas de saúde, será que a presença de árvores pode atuar como um escudo contra isso? Essa é uma pergunta que vem sendo investigada em vários cantos do mundo, dentro de uma série de pesquisas que mostram os impactos positivos de ter parques e áreas verdes nas cidades. São trabalhos que apontam benefícios não só para a saúde cardiorrespiratória – os mais evidentes – como também para a melhoria do sistema imunológico, combate ao estresse, incentivo a fazer atividades física e até atenuar doenças mentais.

Crédito: iStock

Existem diversas causas para o inchaço nos pés. Algumas pessoas têm tendência, sem que apresentem qualquer problema de saúde. Mas tanto a má circulação quanto a hipertensão podem causar inchaço nos membros inferiores.

Um estudo divulgado pela Ophtalmology, publicação da Academia Americana de Oftalmologia, indica que, até 2050, quase metade da população mundial, ou cerca de 5 bilhões de pessoas, apresentará miopia, sendo que 938 milhões de pessoas terão o problema em estágio avançado. A pesquisa foi feita por um grupo de cientistas, que analisou 145 estudos que incluíam 2,1 milhões de participantes.

Pela primeira vez nos Estados Unidos, uma mulher que fez um transplante de útero deu à luz.

Só de ver alguém bocejando perto de você já dá uma vontade de abrir o bocão, não é? Acontece que o ato é contagioso, mas os cientistas ainda não sabem exatamente porquê.

O brasileiro passa, em média, 3h14 por dia conectado com o celular, segundo uma pesquisa realizada pela Millward Brown Brasil e NetQuest em 2016. Não por acaso, uma onda de lesões por esforço excessivo também cresceu nos consultórios médicos, causando uma síndrome chamada de “WhatsAppinite”.

A partir de 2017, o Brasil terá todo ano uma ação voltada para prevenção ao HIV/Aids e outras infecções sexualmente transmissíveis.

Já deve ter acontecido com você. Depois de uma viagem, você volta para casa após alguns dias dormindo fora e, mal você coloca as malas no chão, dá uma vontade incontrolável de ir ao banheiro fazer o tal número dois .

Sabemos que a cera de ouvido é nojenta e que limpar nossas queridas orelhas com hastes de algodão é tão satisfatório quanto ver aqueles vídeos abomináveis de espinhas e cravos sendo espremidos.

Os homens são menos propensos do que as mulheres a fazer o teste de HIV e a procurar a terapia antirretroviral e, como resultado, é mais provável que morram de doenças relacionadas com a Aids – de acordo com relatório da UNAIDS divulgado nesta sexta (1º).

Alternativas à medicina tradicional se popularizam cada vez mais, aumentando a busca por tratamentos naturais, como a fitoterapia. Conhecida como a medicina das plantas, a prática manipula ervas para a cura de doenças e redução de sintomas, sem a combinação de substâncias químicas. Mas apesar de parecer uma prática inofensiva, alguns cuidados são necessários.

Em 3 de dezembro de 1967, o cirurgião sul-africano Cristiaan Barnard realizou o primeiro transplante de coração humano do mundo, no hospital Groote Schurr, em Cape Town.

Ansiosa para acelerar o desenvolvimento de tratamentos revolucionários, a Administração de Alimentos e Drogas (FDA) dos EUA anunciou recentemente que iria acelerar a aprovação de terapias genéticas experimentais, mas o processo regulatório pode não ser o maior obstáculo.

Toda vez que recebemos um abraço, nosso corpo recebe uma dose de ocitocina, neurotransmissor conhecido como hormônio do amor. A boa notícia é que, além do carinho, os abraços podem influenciar o sistema imunológico dos bebês.

Um grupo de cientistas brasileiros descobriu que os adolescentes obesos apresentam falhas de conectividade entre diferentes regiões do cérebro que estão envolvidas na regulação do apetite. O trabalho foi possível graças a uma técnica avançada de ressonância magnética.

Há 50 anos, a áfrica do Sul surpreendeu o mundo com o bem sucedido transplante do coração de uma moça para o peito de um homem doente, realizado pelo cirurgião Christiaan Barnard.

Quer aprender a tocar um novo instrumento musical? Então saiba que a chave do sucesso não é treinar por muito tempo, mas focar em como você está praticando. é o que afirma um estudo conduzido pela Universidade Johns Hopkins.

No Dia Mundial de Luta contra a Aids, celebrado hoje (1), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) informou que 18 crianças contraem o vírus a cada hora no mundo. Se a tendência persistir, em 2030, existirão 3,5 milhões de casos novos.

Na madrugada de 3 de dezembro de 1967, o cirurgião Christiaan Barnard realizou com êxito o primeiro transplante de coração na áfrica do Sul. A façanha valeu a ele o reconhecimento de seus pares, e também o ódio de quem o criticou por agir como se fosse Deus.

Crédito: iStock

Muito cansaço ou forte ansiedade podem ser sintomas de um mês difícil e cheio de preocupações no trabalho, o famoso estresse. A melhor solução é passar um fim de semana tranquilo ou horas de soneca no sofá. Mas se nem isso ajudou, preste atenção que pode ter algo errado na sua tireoide.

é a DST que quase todo mundo tem. Segundo dados da OMS, dois terços da população mundial têm herpes, mas a maioria não apresenta sintomas. O vírus pode ficar latente durante anos e as feridas só vão aparecer se houver uma baixa no sistema imunológico, devido a estresse, infecções ou alterações hormonais.

O HIV ainda traz grande preocupação ao Brasil. Para a médica Ruth Khalili, do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI/Fiocruz), adolescentes e jovens adultos parecem estar menos preocupada com os riscos do vírus.

O vírus da hepatite B é realmente muito fácil de ser transmitido no contato sexual, sendo esse vírus até 100 vezes mais fácil de ser transmitido do que o vírus do HIV , explica a médica Ruth Khalili.

A gonorreia está se tornando cada vez mais difícil de tratar por sua crescente resistência aos antibióticos. A queda no uso de preservativos está ajudando a disseminar uma superbactéria da gonorreia.

Mais da metade da população brasileira de 16 a 25 anos está infectada com o HPV. Ainda é uma doença subnotificada no Brasil, mas boa parte não sofre com sintomas por toda a vida.

A sífilis é uma doença muito antiga. Historiadores dizem ter evidências arqueológicas de pessoas infectadas na Grécia antiga. Apesar do tratamento relativamente simples na fase primária e da facilidade da prevenção, o número de infectados não para de crescer no Brasil e em boa parte do mundo pela falta de uso da camisinha, já que é uma doença sexualmente transmissível (DST).

é a DST mais comum do mundo. Não há dados no Brasil, porque a notificação não é obrigatória. Para a clamídia, não temos disponível no Brasil um teste diagnóstico. O seu diagnóstico se dá por meio de PCR-DNA, cujo custo é algo elevado , disse a médica Ruth Khalili.

Depois do aumento de caso de Aids em idosos, os jovens voltaram a ser a preocupação quando o assunto é HIV. A falta do uso da camisinha é apontado por especialistas como fator determinante para o aumento da circulação do vírus. Além disso, os jovens são os que menos aderem ao tratamento e que possuem maior proporção de carga viral no sangue.

A cineasta e apresentadora Marina Person, 48, viveu o auge da luta contra a Aids no país, entre as décadas de 80 e 90. Ela é uma das entrevistadas de “Olhares HIV e Aids no Brasil”, projeto criado pelo diretor e produtor André Canto, composto por documentário, série de TV e livro, que traça um histórico da Aids no Brasil.

Os anabolizantes são grandes vilões para nosso organismo, mas na busca de um corpo perfeito muita gente apela e os usa para alcançar os objetivos.

O homem que inspirou o Desafio do Balde de Gelo ( Ice Bucket Challenge ), que ficou mundialmente famoso em 2014, Anthony Senerchia Jr., 46 anos, faleceu no último sábado (25) em decorrência da esclerose lateral amiotrófica (ELA), também conhecida como Doença de Lou Gehrig.

O casamento pode ajudar a evitar a demência?

Preocupado com o seu percentual de gordura corporal? De acordo com um estudo feito por pesquisadores do Massachusetts General Hospital, o local onde elas estão armazenadas é bem mais grave do que a quantidade.

Quem tem bichos de estimação sabe que eles podem ser como uma sombra, seguindo o dono para lá e para cá –até mesmo no banheiro. O grude, no entanto, pode tomar proporções maiores, e alguns donos permitem que os animais durmam em suas camas. Mas será que isso não faz mal para a saúde?

A Austrália proibiu nesta quinta-feira (30) o uso de telas vaginais para tratar danos no assoalho pélvico, alguns meses depois de uma ação coletiva contra o gigante da indústria médica Johnson & Johnson pelos supostos efeitos colaterais desses implantes.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings