VidaFit | Fonte: JORNAL DO COMMERCIO

Corrida e saúde na terceira idade

A maior alegria de Darlan Ribeiro é correr pelas ruas do Recife. Aos 70 anos, ele segue uma rotina saudável com musculação e corrida de três a cinco vezes por semana, além das atividades na Academia da Cidade. Vale ressaltar que o atleta não exagera na dose e faz tudo de acordo com a orientação médica. O início dessa trajetória foi em 1986, quando o jovem Darlan de 36 anos enfrentou sérios problemas de saúde: colesterol, glicose e obesidade. “Estava tudo descontrolado e eu era um gordinho de 93kg”, observou. Começou a correr para emagrecer e normalizar as taxas. Conseguiu e não parou mais.

Os benefícios, ele garante, ultrapassam as questões médicas. “Correr é a maior alegria que a gente tem. Para ter uma ideia, quando fico três dias parado bate uma tristeza. É por isso que sigo direitinho o que o médico sugere porque não quero cair para a caminhada. Quero continuar correndo”, confessou.
Em 34 anos de esporte, Darlan reúne 205 medalhas de corridas oficiais. Completou uma maratona em 1984, mas o que ele gosta mesmo é das curtas distâncias. No ano passado, por exemplo, ficou na terceira colocação do ranking por faixa etária, de 70 a 79 anos, dos 5km do Circuito dos Corredores do Recife (Cicorre), grupo que ele é um dos fundadores.

Não é feitiçaria…

Em alta entre as celebridades, praticar exercícios com equipamentos de eletroestimulação tem suscitado duras críticas de especialistas. Doutor em Ciências da Saúde e graduado em educação física, Paulo Gentil é um dos grandes opositores do método. Sem questionar a aplicação em reabilitação, ele detona, sobretudo, o uso por 20 minutos seguidos. “Há relatos de rabdomiólise (dano muscular severo)”, escreveu. O fato é que há muitas promessas nessa área e o ideal é buscar informações em fontes confiáveis.

Barra de cereal

A barra de cereal chegou ao Brasil como alternativa de lanche saudável. O produto acabou ganhando espaço por ser prático e quebrar o galho em momentos de emergência. O que nem todo mundo sabe é que a barrinha não é uma opção saudável e carrega muitas calorias. Quem alerta sobre o assunto é o nutricionista Bruno Fischer. “A maior parte das barras de cereais apresenta grande quantidade de açúcar, teor muito baixo de fibras, além de corantes e conservantes. Os mesmos problemas encontrados em chocolate”, observou.

É melhor limpar o equipamento antes do uso

Pesquisa norte-americana aponta que a barra da academia é mais suja que um vaso sanitário. Para se ter ideia, a privada tem cerca de 3,2 mil fungos e bactérias, enquanto foram encontrados 153 mil micro-organismos no equipamento de musculação. Evitar contaminação ao colocar as mãos em contato com os olhos, boca e nariz é simples. Basta deixar a ‘preguicinha’ de lado e usar os desinfetantes disponíveis em boa parte dos estabelecimentos.

Antes e depois para inspirar

Cláudio da Fonte emagreceu 20kg de 2013 até agora. Deixou de ser sedentário para se tornar maratonista. Dos bons. Além de readquirir saúde, ele se realiza a cada prova que completa. No total, já concluiu 11 maratonas e uma ultra de 50km.

Queijo pode? Sim ou com certeza?

Rico em proteína e cálcio, o queijo é um alimento que costuma agradar boa parte dos paladares. Dependendo do perfil da dieta, é possível incluir até mesmo os mais gordurosos, como o parmesão, na alimentação. Óbvio que com a supervisão do nutricionista.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings