Arboviroses | Fonte: Assessoria de Comunicação do Cremepe com dados da SES

SES debate gestão de resíduos sólidos

arborO Cremepe participa nesta terça-feira (11/07) da  II REUNIÃO DE 2017 DO COMITÊ DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL DE CONTROLE E PREVENÇÃO DAS ARBOVIROSES, na secretaria de saúde do Estado, no bairro do Bongi. O conselheiro Carlos Tadeu Leonídio representou o Cremepe nas discussões e o Ministério Público estava representado pelo coordenador do Caop- saúde, Édipo Soares. Toda a reunião foi transmitida através de videoconferência para todas as 11 Geres de Saúde.

O evento foi dividido em três apresentações: Situação epidemiológica e vetorial das arboviroses no estado de Pernambuco com ações intersetoriais de gestão de resíduos sólidos para prevenção das arboviroses. O segundo momento foi sobre As Ações de mobilização social para fortalecimento da coleta seletiva e sua importância para a prevenção das arboviroses. Ainda foram apresentadas ações de gestão de resíduos sólidos da SEMAS e sua relevância para o enfrentamento das arboviroses  e por fim o Atual cenário da gestão de resíduos sólidos dos municípios da mata sul do estado de Pernambuco e sua importância para o prevenção das arboviroses.

DADOS – Entre 1º de janeiro e 8 de julho, foram notificados, em Pernambuco 9.597 casos de dengue (1.772 confirmados, 2.791 de chikungunya (706 confirmados) e 420 de zika (sem confirmações). Também foram notificados 58 óbitos, sendo 1 confirmado por dengue. Em relação ao Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), 99 municípios estão em situação de risco para as arboviroses, 64 em situação de alerta e 19 em situação satisfatória. Outras duas localidades não informaram os dados (Tracunhaém e Venturosa).

 “Apesar da redução de casos, precisamos ficar atentos para a possibilidade de uma epidemia de chikungunya em regiões que não apresentaram muitas ocorrências da doença em 2016, como nas Gerências Regionais de Salgueiro, Petrolina, Ouricuri, Afogados da Ingazeira e Serra Talhada. Além disso, precisamos frisar que há quatro sorotipos de dengue diferentes, além da zika, e pessoas que ainda estão sensíveis ao adoecimento”, diz Claudenice Pontes, gerente do Programa de Controle das Arboviroses da SES.

Gostou ? Então deixe um comentário abaixo.

Clippings